5 Cuidados na hora de fazer um empréstimo

Publicidade

Fazer um empréstimo pessoal é visto muitas vezes como um tabu, isso porque o receio de entrar em uma fria se afundando em juros altíssimos é enorme.

Publicidade

Mas não é bem assim, realizar um crédito pessoal pode ser um divisor de águas na sua vida financeira. É possível montar o negócio próprio e mudar de vida, financiar aquele carro, casa, o sonho de faculdade, existe uma gama de opções.

Publicidade

Portanto, para que isso seja possível e que você não se atrapalhe na hora de pedir aquela força ao seu banco, é preciso planejamento e cuidados redobrados. Se organizar e avaliar detalhadamente as opções de acordo com a sua necessidade é fundamental.

Publicidade

Então para isso, separamos 5 dicas essenciais que você precisa saber para realizar um empréstimo e não ter dor de cabeça! E são elas:

1- Faça um planejamento;

2- Avalie as taxas e juros do empréstimo;

3- Se proteja contra golpes;

4- Atenção ao contrato com a instituição;

5- Utiliza o Procon e o Reclame Aqui para saber a procedência do banco.

Sabendo dessas dicas com detalhes vai ser suficiente para você aproveitar o melhor do empréstimo sem culpa.

Achou interessante? Pois chegue mais, iremos contar tudo com detalhes para você ficar totalmente informado aqui nesse post.

Porque uma vida financeira saudável e bem planejada é o segredo para o sucesso.

Por que é importante realizar um empréstimo?

O empréstimo antes de mais nada, não deve ser visto com apenas pegar uma quantia de dinheiro no banco, mas sim como um investimento.

Pois é! O primeiro princípio para que a realização de um crédito pessoal seja um sucesso é pensar que ele será uma ferramenta que acelerará seus objetivos.

Então, ele funcionará como um atalho e assim você chegará as suas metas mais rapidamente.

Por isso que as dicas que separamos são fundamentais. Acompanhar e realizar cada uma delas evita que você passe por situações desagradáveis futuramente.

Agora vamos explicar cada uma das 5 dicas que comentamos acima!

1- Faça um planejamento

Como tudo na vida, um bom planejamento traçando as metas, definindo objetivos e estabelecendo o seu tempo de conclusão, será o que determinará como você irá aproveitar o empréstimo da melhor forma.

E antes de você se tornar um devedor, você terá que planejar como sair dessa situação.

Então para isso, organize o valor das parcelas e estabeleça limites da sua mensalidade para não pesar tanto no seu bolso. Então estipule um valor mensal entre 10 a 15% do seu salário.

Por exemplo, se sua renda mensal é R$3.500,00 em média, as parcelas deverão ser entre R$350,00 a R$525,00. Assim, você terá maior controle e poderá honrar com o seu compromisso com o banco e lidar com possíveis imprevistos.

Porém, tenha cuidado com parcelas suaves demais que acabam se tornando muito longas. Estabeleça um equilíbrio entre o tempo de duração do empréstimo e seu valor.

É preciso observar esses dois pontos principais. E considere sempre o Custo Efetivo Total (CET) levando todos os custos e valores variáveis do contrato do empréstimo.

2- Avalie as taxas e juros do empréstimo

Após um planejamento bem feito, é crucial prestar atenção a esse ponto, que são os custos adicionais do banco.

E muitas empresas não facilitam quando a questão é antecipar as parcelas pois querem cobrar mais juros.

Uma dica que damos é avaliar o empréstimo com garantia. O que muita gente não sabe, é que essa opção proporciona juros menores e valores mais em conta que os sem garantia.

Publicidade

Logo após isso, avalie as taxas de juros. Lembre-se que toda instituição é obrigada a permitir que o cliente adiante as parcelas e pode dar desconto promocional de juros.

Portanto, é preciso estar atento para não atrasar as parcelas, pois, você paga juros em cima de juros e isso não é bom. Não se esqueça que custos acessórios também devem ser considerados.

As instituições colocam uma série de “benefícios” adicionais que podem ser: Taxa de abertura de crédito, taxa de cadastro e até seguro desemprego.

E, embora pareçam vantajosos, podem se tornar uma armadilha quando colocados em prática.

Principalmente, ao avaliar a questão de seguro, observar detalhadamente as opções que ele cobre, para quando acontecer o risco de não ser encoberto quando se mais precisar.

Em casos de empréstimo online mesmo por exemplo, eles deixam essas opções para assinalar e cabe a você decidir atribuí-las, ou não.

3- Se proteja contra golpes

Hoje em dia, com a expansão do mundo digital, tudo se tornou mais fácil.

E golpes aumentaram consideravelmente.

Mas, é importante ficar atento com facilidades demais. Hoje em dia, os empréstimos falsos estão cada vez mais comum. Então desconfie de ofertas milagrosas, investigue a empresa antes de solicitar o empréstimo.

Publicidade

E principalmente, não faça transferência de nada sem confirmar qualquer valor. Nenhuma instituição de confiança realiza esse procedimento.

E jamais aceite pagar parcelas de empréstimo em contas de pessoas físicas.

4- Atenção ao contrato com a instituição

Por falta de paciência, muitas pessoas não se atentam a esse detalhe, o que é um perigo. Jamais faça a assinatura de qualquer contrato sem saber suas condições.

Isso evita que você passe por situações bastante desagradáveis e que seja pego de surpreso com alguma taxa de juro indevida.

Pois nesse caso, se houver alguma cláusula que você não concorde, é possível negociar a tempo ou procurar outra instituição que seja do seu melhor agrado.

5- Utilize o Procon e o Reclame Aqui para saber a procedência do banco

Uma das maiores vantagens que temos com a ferramenta da internet é a possibilidade de comunicação.

Assim, é possível você avaliar quais são os feedbacks das instituições que realizam empréstimos.

Hoje em dia, o Procon e o reclame aqui são plataformas confiáveis que disponibilizam avaliações em tempo real e permite que você observe o posicionamento das empresas em frente a problemas e como ela resolve as situações.

Então, a partir das avaliações, é possível ver a confiança e permitir que você tome a sua melhor decisão possível.

Gostou das dicas? Ficar atentos a elas é fundamental para que você realize melhor empréstimo. Assim, você evita armadilhas e a sua saúde financeira agradece!

Leia também