DragonPass: o que é e como funciona

Publicidade

O DragonPass está se tornando cada vez mais popular aqui no Brasil, pois oferece algo que é muito importante para quem viaja com frequência: acesso a salas VIP e assistência em viagens!

Publicidade
Fonte: Google Imagens

Ao contrário do que muitos brasileiros pensam, ter um cartão de crédito super elevado, ou viajar apenas na primeira classe, não são as únicas maneiras de conseguir usufruir de todo o benefício de entrar em Lounges e salas VIP nos aeroportos.

Publicidade

Por isso, no post de hoje, queremos te apresentar um serviço que pode ser muito útil e interessante para você que viaja muito: o DragonPass!

Esse app é, basicamente, um programa de benefícios completo, e que já tomou o coração da grande maioria dos chineses. Enfim, confira todos os detalhes sobre a proposta da empresa, e como funciona o aplicativo a seguir!

Publicidade

O que é o DragonPass?

Começando pelo básico, vamos explicar do que se trata o DragonPass e como ele surgiu!

O DragonPass é uma espécie de aplicativo que, no seu core, funciona de forma muito similar a um programa de benefícios.

Ele surgiu lá na China, e já atua no mercado desde 2005. Mas faz pouco tempo que ele começou a ganhar popularidade por aqui.

Atualmente, o DragonPass já atua em mais de 140 países, e garante acesso a mais de 1.300 salas VIP ao redor de todo o mundo.

Contudo, ele não garante apenas a entrada em salas VIP e Lounges. Afinal, ele também oferece uma gama de benefícios e descontos em transfers, limousines, restaurantes e serviços de Meet & Greet.

Você pode baixar e usar o aplicativo tanto em aparelhos Android, como iOS.

Mas, afinal, como ele funciona?

Como comentamos, o formato do DragonPass é um aplicativo de celular. Por isso, o seu funcionamento é super simples e bem mais rápido.

Afinal de contas, não é necessário ficar fazendo login em sites, como é o caso de diversos programas de benefícios famosos aqui no Brasil.

De modo geral, basta que você faça o cadastro no DragonPass, e a lista de Salas VIP e estabelecimentos que são parceiros do programa ficam disponíveis para você.

Além disso, através do próprio app, você pode conferir quais são os descontos ou as entradas disponíveis para cada um desses serviços.

O único requisito para utilizar o DragonPass é ter uma conta, que precisa estar vinculada a um dos cartões da bandeira Visa que são elegíveis.

Assim, qualquer pessoa pode baixar o app no celular, fazer o cadastro, e escolher qual plano anual do programa mais se encaixa nas suas próprias necessidades.

É importante ressaltar que cada cliente poderá acessar benefícios personalizados e diferentes, que vão variar, principalmente, de acordo com o cadastro e com a categoria do cartão que a pessoa possui.

Como acessar o DragonPass com um cartão Visa?

Os cartões da bandeira Visa possuem um benefício que é conhecido como “Visa Airport Companion”, que visa gerar experiências melhores e mais completas nos aeroportos de todo o mundo aos clientes.

Os cartões que têm esse benefício já possuem uma parceria automática com o DragonPass. Dessa forma, os clientes terão um cadastro feito automaticamente no aplicativo para acesso das salas VIP.

Publicidade

Esse benefício está disponível para clientes das categorias Visa Platinum, Visa Signature e Visa Infinite.

Assim, se você possuir um desses cartões, poderá ter acessos a salas VIP e Lounges de maneira ilimitada ou limitada, a depender do contrato do seu cartão. Já dentro do DragonPass, os benefícios dos cartões Visa podem variar.

Portanto, o mais indicado é que você entre em contato com o seu banco, para conferir quais opções de cartões dão o acesso ao DragonPass, e quais são as condições oferecidas.

Quais são os planos do DragonPass?

O DragonPass disponibiliza três opções de planos, sendo que o principal diferencial entre eles é a quantidade de acessos dados para as salas VIP.

Portanto, cada cliente pode escolher aquele que atenda melhor ao seu padrão de vida e frequência de viagens.

Além disso, todos os 3 planos garantem descontos de 25% em restaurantes que são parceiros do programa, em transfers e em serviços de recepção. Confira mais informações e detalhes sobre cada plano:

Clássico

O Classic é o plano mais em conta do DragonPass. Ele custa US$99/ano, e o cliente possui 1 acesso gratuito por ano para utilizar. Depois, dá para acessar os espaços pagando US$31, valor que também vale para os acompanhantes.

Publicidade

Preferencial

O Preferential é o plano intermediário do DragonPass, custando US$219/ano. No total, ele garante 8 entradas totalmente gratuitas em Salas VIP e, após utilizar todas elas, a taxa para mais uma visita é de US$31, valendo também para os acompanhantes.

Prestige

Por fim, esse é o plano mais elevado oferecido pelo aplicativo, que possui um custo anual de US$399.

Nessa modalidade, os clientes podem usufruir, de forma ilimitada, dos acessos às salas VIP. Para os acompanhantes, se mantém a taxa de US$31 para entrar.

Quais aeroportos no Brasil aceitam o DragonPass?

Essa é uma dúvida muito comum entre as pessoas que estão interessadas em contratar o DragonPass.

No Brasil, já existem vários aeroportos que aceitam o uso do Dragon Pass em salas VIP e em restaurantes e cafés, incluindo: Confins, Brasília, Belém, Viracopos, Curitiba, Galeão, Congonhas, Guarulhos e Porto Seguro.

Mas apenas os 4 últimos garantem acesso aos Lounges até o momento.

O DragonPass vale a pena?

Para definir se o DragonPass vale a pena para você, é necessário avaliar alguns pontos, tanto com relação aos planos oferecidos pelo app, como as suas necessidades de viagens atuais.

Por isso, pense bem qual é a sua frequência de viagens, se os aeroportos de destino e de partida possuem parceria com a DragonPass, e se os seus cartões de crédito já não disponibilizam os acessos suficientes para você.

Publicidade

Podemos afirmar que o DragonPass é sim um programa bem interessante. Principalmente para quem não possui um cartão super completo, que garanta acesso a essas salas VIP.

Mas, para fazer uma escolha certeira e que realmente compense, mapeie os seguintes pontos: a sua média anual de viagens, se os aeroportos aceitam o programa e se você costuma ir sozinho ou acompanhado.

Além disso, vale a pena comparar o valor do plano, que seria o ideal para você, com o valor total que você gastaria para acessar esses Lounges, e salas VIP pagando integralmente (para você e acompanhantes, se tiver).

Assim você consegue visualizar o que compensa mais!

Leia também