Guia Completo – Como analisar ação de maneira correta

Publicidade

A análise correta de uma ação é fundamental para um investidor que deseja ter sucesso em suas aplicações. Lembrando não se trata apenas de verificar o preço de uma ação antes de comprar, pois o valor isolado de uma ação é pouco confiável durante uma análise.

Publicidade

Não é como comprar uma roupa, que você vai até uma loja, escolhe as peças que estão em melhor preço ou que te atraiam mais. Comprar uma ação deve ser baseado em critérios objetivos, e não em valores, intuição ou apenas indicação.

Publicidade

Nosso guia absolutamente completo irá te auxiliar a aprender a analisar uma ação de maneira correta, acompanhe!

Importância de analisar uma ação antes da compra

Vamos supor que você faça um investimento de R$ 1.000,00 em um fundo pouco conhecido ou que foi recomendado por algum colega, que jura que a aplicação se tornará uma mina de ouro em breve.

Publicidade

Existe uma grande probabilidade de você estar entrando em uma verdadeira cilada, já que nem toda indicação é uma boa indicação. Se você deseja ter sucesso no mercado financeiro, é preciso verificar e analisar com cautela cada investimento feito.

Tenho certeza que o dinheiro separado para comprar ações é muito valioso e que você não vai querer desperdiçá-lo.

Primeiramente, é preciso estar ciente de que qualquer tipo ativo, seja de renda variável ou fixa, não pode multiplicar seu dinheiro da noite para o dia. Duvide de empresas que garantem isso, pois não existe fórmula mágica no mercado financeiro.

O investimento deve ser feito pensando no longo prazo. Nesse caso, estamos falando de anos. Não espere receber um retorno significativo já em seu primeiro ano após a compra.

Para um bom investidor, a importância de analisar uma ação antes da compra é visando traçar uma estratégia e uma carteira de investimentos a fim de minimizar os riscos e aproximar os ganhos desejados.

O que analisar antes de comprar uma ação?

Se você deseja comprar uma ação, fique atento. O principal erro da maioria dos investidores certamente é acreditar que através de números e gráficos é possível realizar uma boa análise de ações.

Publicidade

O sucesso de um investimento está longe de vir através de apenas análises gráficas.

Um ativo de renda variável, por exemplo, não garante nenhuma certeza sobre seus rendimentos futuros. Então, como é possível assegurar que será uma boa aplicação, analisando apenas o gráfico de variação da ação de empresas com renda variável?

É necessário lembrar-se sempre de que as ações só existem graças ás organizações. Isso inclui os bens ou serviços pagos por clientes, e os gestores que administram todos os processos e finanças posteriores.

Se você realizar uma análise somente dentro da Bolsa de Valores, provavelmente a ponte de conexão entre o mundo real e os gráficos não será feita.

Não se limite apenas aos números da Bolsa de Valores, invista em uma análise sistêmica de todo o corpo da empresa, nos resultados e em um panorama do mercado de atuação.

Tipos de metodologias de análise de ações

Existem duas metodologias para realizar a análise de ações: análise técnica e a fundamentalista. Conheça cada uma delas:

Análise técnica

A análise técnica se baseia na quantidade de ativos disponíveis na Bolsa de Valores e quantidade de compradores interessados, ou seja, a lei da oferta e demanda.

Publicidade

É considerado o preço da ação no momento, através de aspectos técnicos e gráficos. A análise técnica é muito utilizada em operação a curto prazo, como o Day Trade.

No entanto, existem fatores que não são incluídos em gráficos e que podem influenciar na procura e oferta de ações.

Como dito anteriormente, as ações representam empresas. Se essas empresas demonstram um bom desempenho e perspectiva futura, a tendência é serem valorizadas.

Análise fundamentalista

A análise fundamentalista consiste em informações relevantes e oficiais, como o fluxo de caixa, lucro trimestral, balanço patrimonial, demonstração de resultados e outros documentos financeiros de uma empresa.

É importante lembrar que a análise fundamentalista não desconsidera os gráficos, eles são aliados secundários.

Outros aspectos considerados por fundamentalistas são: emprego, renda, taxa de juros, situação do mercado nacional e global.

Além disso, valores e diretrizes estratégicas de uma empresa são pontos importantes, bem como, a competência e comprometimento dos gestores da empresa.

Principais indicadores de avaliação de ações

Separamos cinco dos mais importantes indicadores de avaliação de ações, para que te auxilie a tomar a melhor decisão na hora de investir.

Valor patrimonial

O Valor Patrimonial da Ação (VPA) demonstra o patrimônio líquido de uma empresa, sendo dividido pelas ações. Se o VPA for muito alto, indica que a ação está cara, e consequentemente, se for um valor baixo, demonstra ser uma boa oportunidade de investimento.

Esse indicador estabelece uma comparação entre o preço de mercado e o valor real de uma ação na estrutura contábil de uma empresa.

Preço sobre o lucro

Indicador do Lucro por Ação (LPA) é calculado dividindo o lucro da empresa pela quantidade de ações. Em seguida é preciso dividir o valor da ação individual pelo LPA, formando o Preço/Lucro (P/L).

Publicidade

Se o valor do P/L for baixo a ação está desvalorizada, e pode indicar que a empresa não é muito confiável ou que não é uma boa oportunidade de investimento no momento.

Já no caso do P/L alto, pode dizer que a ação está cara ou que mercado está depositando muita expectativa na empresa.

Return on Equity (ROE)

Demonstra o retorno sobre o investimento feito pelos acionistas. O cálculo pode ser feito através da divisão do lucro líquido da empresa pelo patrimônio líquido.

O ROE indica a rentabilidade do ativo, se é bom ou ruim, e se a organização está agregando valor a si mesmo, com recursos próprios, denotando uma boa gestão.

Dividend Yield (DY) – Dividendos

Os dividendos são uma forma de remunerar os acionistas com uma parte dos lucros.

O Dividend Yield é fornecido através da divisão do quanto é pago de lucro por ação pelo preço do ativo. As ações com um alto DY indicam que os investidores são bem remunerados.

Informações da empresa

Diferente dos outros indicadores, este não é uma métrica, e sim fatores relevantes sobre a empresa.

Como, por exemplo, o balanço patrimonial, que informa o total de ativos e passivos da organização. Também existe o Demonstrativo de Resultado de Exercício (DRE), que informa lucros e prejuízos e o Demonstrativo de Fluxo de Caixa, que indica quanto dinheiro uma empresa possui em caixa.

Essas informações são tão importantes quantos os cálculos, porque ajudam a analisar a saúde financeira de uma empresa antes de fazer um investimento.

Leia também