Imposto de Renda: confira a nova faixa de isenção do IR

Você sabia que, para esse ano de 2023, as regras de declaração do Imposto de Renda mudaram? Basicamente, um novo grupo de trabalhadores estará isento da necessidade de declarar o IR.

Publicidade
Fonte: Google Imagens

O Governo Federal anunciou uma mudança importante no Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), que o então ministro do Trabalho confirmou agora na primeira semana de abril de 2023.

Publicidade

Nesse novo anúncio, o governo destacou que a nova faixa de isenção para declaração do IR aumentou de R$1.903,98 para R$2.640. E essa nova regra terá validade a partir de 1º de Maio de 2023.

Publicidade

Isso significa que os contribuintes que ganham até dois salários mínimos mensais, estarão livres de prestar contas com a Receita Federal a partir do ano de 2024.

O salário mínimo também subiu para R$1.320,00 na mesma data, que foi marcada pelo Dia do Trabalho.

De modo geral, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se comprometeu a aumentar, de forma gradativa, a faixa de isenção do IR. Aliás, essa é uma das principais promessas da sua campanha política para as eleições de 2022.

De acordo com a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Unafisco), cerca de 1,3 milhão de pessoas se beneficiarão com essa nova mudança na declaração de Imposto de Renda no ano de 2024.

E, ao que tudo indica, nos próximos anos, a faixa para isenção de declaração do Imposto de Renda deve se elevar. Sem dúvida, isso irá beneficiar ainda mais pessoas no longo prazo.

Mas, afinal, o que é o Imposto de Renda?

Quem iniciou no mundo do trabalho a pouco tempo, costuma ter muitas dúvidas sobre o que é o Imposto de Renda, para que ele serve e como fazer a declaração.

Basicamente, o IR é um dos tributos que o governo cobra sobre a renda das pessoas físicas e empresas dentro do Brasil.

Assim, o seu cálculo será com base no quanto a pessoa ou a empresa ganhou durante o ano anterior.

A ideia é que aqueles que ganham mais dinheiro, paguem uma porcentagem maior de impostos. Enquanto aqueles que ganham menos paguem menos ou, até mesmo, sejam isentos da necessidade de pagamento.

Isso significa que, se você é uma pessoa que ganha um salário elevado, por exemplo, provavelmente, terá que pagar uma quantia maior de IR em relação a pessoas que ganham menos.

Contudo, ao contrário do que muitas pessoas pensam, esse padrão de cobrança de imposto não significa que o IR seja algo ruim para a população. Na verdade, ele é uma forma de ajudar a sociedade a funcionar melhor e de maneira mais justa.

O que é feito com o dinheiro arrecadado no IR?

Essa é uma dúvida muito comum que a maioria dos trabalhadores possuem: afinal, para onde vai o dinheiro do IR?

Bom! O dinheiro que o governo arrecada anualmente através do Imposto de Renda, é utilizado para custear serviços públicos e projetos que visam financiar, em última instância, toda a população, incluindo obras e serviços como hospitais, escolas e estradas.

Além disso, ele também pode se destinar ao financiamento de projetos de pesquisa e desenvolvimento, que possam ajudar na criação e no desenvolvimento de novas tecnologias, capazes de melhorar a vida das pessoas.

É importante lembrar que o IR é uma responsabilidade de todos os cidadãos, independentemente da renda.

Isso porque o pagamento de impostos é um dever cívico, e é algo que todos devem fazer para ajudar a manter a sociedade funcionando bem.

Contudo, vale ressaltar que existem limites de isenção para quem ganha menos. Ademais, existem diversas formas de reduzir a base de cálculo do imposto, como doações a instituições beneficentes, gastos com saúde, educação, entre outros.

Como fazer a declaração do Imposto de Renda?

De modo geral, fazer a declaração do Imposto de Renda é bem tranquilo. Afinal, basta preencher um formulário com suas informações pessoais e de renda, e seguir o passo a passo que aparece no site.

Mas claro que, a depender do seu nível de renda, juntar todas as informações para fazer o IR pode ser mais complexo.

Nesses casos, o ideal é contratar um contador que possa te ajudar no processo. Assim, você evita acabar caindo na “malha fina”, e tenha problemas com o governo sem necessidade.

Mas, se você se organiza bem com a sua vida financeira, sabe o quanto ganha, tudo o que gasta e tudo o que tem guardado, fazer a declaração do IR será mais fácil do que imagina.

Por onde fazer a declaração do IR

Atualmente, você pode fazer a declaração do IR através de 3 meios: pelo programa de computador, celular/tablet, ou através do preenchimento online, que é feito pelo site do e-CAC, usando a sua conta do Gov.br.

Em todos esses meios, o processo de preenchimento é praticamente o mesmo: você precisa acessar o aplicativo, fazer o login usando a sua conta Gov.br, clicar em “Nova” e, em seguida, selecionar “Iniciar declaração a partir da pré-preenchida”.

No caso do site do e-CAC, as opções de seleção são um pouco diferentes. Para essa modalidade, clique em “Declarações e Demonstrativos”, depois selecione a aba do Imposto de Renda e o ano em questão.

Clique em preencher a declaração online e, depois, em pré-preenchida. Então, você já poderá dar início à sua declaração.

A declaração de Imposto de Renda pré-preenchida é uma ótima forma de facilitar o processo.

Afinal, quando você seleciona essa opção de preenchimento, o programa importará diversas informações sobre você, automaticamente, do banco de dados da Receita Federal.

Dessa forma, você pode economizar bastante tempo, não tendo que fornecer informações como bens, dívidas, direitos, ônus, e diversos outros detalhes necessários no documento.

Assim, você terá menos trabalho para preencher a declaração e evitará erros.

Nível da conta Gov.br

Mas não se esqueça: para você conseguir fazer a sua declaração de IR pré-preenchida, é necessário possuir uma conta Gov.br no nível prata ou ouro, que você pode consultar através do app Gov.br.

Caso você ainda não seja um desses níveis, o próprio app te dá algumas dicas do que fazer para subir de nível instantaneamente.

Na maioria das vezes, só é necessário fornecer algumas informações a mais para aumentar o nível da sua conta.

Esperamos ter ajudado a entender um pouco mais sobre o que é o Imposto de Renda e a importância das mais novas mudanças! Até o próximo conteúdo!

Leia também