Patrimônio Líquido: como calcular e analisar esse indicador?

Você já ouviu falar em Patrimônio Líquido? Sabe exatamente o que é e como calcular? Essa é uma das métricas mais importantes para qualquer empresa. Confira!

Publicidade

No contexto dos negócios, onde as decisões estratégicas são as principais responsáveis por moldar o destino das empresas, a gestão financeira se torna um fator indispensável para alcançar e manter o sucesso a longo prazo.

Publicidade

E dentro dessa gestão, o patrimônio líquido se destaca como um indicador vital, capaz de refletir a verdadeira saúde financeira de uma empresa.

Publicidade

O que realmente significa patrimônio líquido? Por que esse indicador é tão importante para o sucesso de um negócio? 

É exatamente sobre isso que vamos discutir ao longo desse conteúdo, buscando compreender todas as camadas que envolvem o patrimônio líquido. Então, vem com a gente conferir tudo!

Conceito de Patrimônio Líquido

Ao contrário de métricas estáticas que temos numa empresa, o Patrimônio Líquido é o responsável por apontar com exatidão o que realmente é de uma empresa, ou seja, dos seus acionistas e sócios.

Estamos falando de uma métrica que indica a diferença quem há entre ativos e as obrigações de uma empresa. De maneira mais simples, é o valor que pertence, de fato, aos proprietários ou acionistas da empresa após o pagamento de todas as suas dívidas.

Portanto, imagine que o patrimônio líquido de uma organização funciona de maneira muito similar a um termômetro. Mas que, nesse contexto, ajuda a medir a saúde financeira do negócio como um todo.

Sem dúvida, ele é capaz de fornecer muitos insights valiosos sobre a capacidade da empresa de cumprir com as suas obrigações, de investir e, consequentemente, de crescer.

Por isso, ao compreender o que é e qual é a importância dessa medida, os gestores conseguem tomar decisões mais informadas e estratégicas para o futuro.

Mas, além de ser um reflexo da situação financeira do negócio, ele também atua como um guia para a tomada de decisões estratégicas ao longo do tempo.

Afinal, ele pode ser utilizado pelos gestores e empresários para avaliar a eficácia das políticas financeiras que estão sendo adotadas. Bem como para identificar áreas de melhoria e planejar investimentos futuros.

Componentes vitais do Patrimônio Líquido

O patrimônio líquido é um conceito composto por diversos elementos, onde cada um deles possui um papel muito importante na construção de um alicerce sólido para o crescimento empresarial.

De modo geral, os componentes vitais do patrimônio líquido envolvem valores que moldam, de alguma forma, a capacidade da empresa de inovar, de expandir e de manter a sua competitividade no mercado. Vamos conhecer um pouco mais sobre eles:

Capital Social

O capital social é o ponto de partida e representa o investimento inicial feito pelos sócios ou acionistas na empresa. 

Esse montante inicial serve como o alicerce sobre o qual todas as operações e as expansões futuras são construídas.

Reservas de Lucro

Além do capital social, as reservas de lucro também possuem um papel indispensável na saúde financeira da empresa, representando os lucros acumulados ao longo do tempo e reinvestidos na própria empresa. 

Basicamente, essas reservas são importantes, pois potencializam a capacidade de inovação, fornecendo recursos financeiros para projetos de pesquisa e desenvolvimento, novas estratégias de mercado e ações que contribuam para a competitividade.

Ações em Tesouraria

As ações em tesouraria representam ações da empresa que foram recompradas no mercado. 

Essa prática pode ser estratégica, permitindo que a empresa controle o seu valor de mercado ou evite oscilações indesejadas, além de poderem ser utilizadas para programas de incentivo a funcionários.

Como é o cálculo do Patrimônio Líquido?

O cálculo é bem simples e com base nas informações que estão disponíveis no balanço patrimonial da empresa.

A fórmula básica para calcular é:

Patrimônio Líquido = Ativos Totais – Obrigações Totais

Os ativos são todos os recursos controlados pela empresa, que possuem o potencial de gerar benefícios econômicos futuros como, por exemplo, caixa, contas a receber, estoques, propriedades e investimentos.

Já as obrigações são as dívidas e compromissos financeiros que a empresa possui, incluindo empréstimos, contas a pagar, salários a pagar e as demais obrigações financeiras.

Além disso, é importante destacar que o patrimônio líquido pode ser composto por três principais componentes:

  1. Capital Social: representa o investimento inicial dos acionistas ou proprietários na empresa;
  2. Reservas de Lucro: lucros retidos ao longo do tempo e reinvestidos na empresa,
  3. Ações em Tesouraria: ações da empresa que foram recompradas no mercado.

Real impacto do Patrimônio Líquido no crescimento empresarial

O patrimônio líquido, além de ser uma métrica contábil como comentamos, é um indicador poderoso de solidez e estabilidade financeira de uma empresa.

O seu impacto no crescimento empresarial sofre influência direta da capacidade da organização de atrair investidores, obter crédito e enfrentar os desafios impostos pelo mercado.

Patrimônio Líquido positivo

Um Patrimônio Líquido positivo é um sinal de solidez financeira, indicando que os ativos da empresa foram suficientes para superar as suas obrigações, proporcionando uma margem segura para cumprir os compromissos financeiros.

No mercado, as empresas que possuem um Patrimônio Líquido robusto, têm maior facilidade para obter linhas de crédito e investimentos.

Afinal, as instituições financeiras e os investidores enxergam essa situação como um sinal positivo de saúde financeira e confiabilidade.

Além disso, o patrimônio líquido não reflete apenas a saúde financeira interna do negócio, mas também tem uma influência direta na percepção de valor da empresa pelo mercado.

Uma empresa com um Patrimônio Líquido positivo é vista como uma entidade confiável, capaz de enfrentar os desafios e encontrar melhores oportunidades de crescimento.

E como você já deve saber, essa percepção positiva é um ativo extremamente valioso no mundo dos negócios, certo?

Patrimônio Líquido negativo

Por outro lado, um Patrimônio Líquido negativo é um sinal de alerta gigantesco. Empresas nessa situação enfrentam muitas dificuldades, principalmente com relação a restrições ao crédito, dificuldades para atrair investidores e uma imagem prejudicada perante fornecedores e clientes.

Quando o resultado negativo se concentra por muito tempo, ele acaba levando a uma espiral de quedas dentro da organização, tornando a empresa mais sensível a crises financeiras e até mesmo a situação de insolvência e falência.

Ficou mais claro o porquê o Patrimônio Líquido é tão importante? Agora, você já está muito mais preparado para acompanhar os resultados do seu negócio de forma inteligente.

Enfim, no nosso blog, você encontra diversos outros conteúdos que ajudam empresas e empresários a serem mais eficientes. Então, não deixe de ficar de olho para não perder nada e estar sempre adquirindo mais conhecimento!

Leia também