Venture Capital: o que é e qual sua importância para a economia?

Você já ouviu falar sobre Venture Capital? Esse é um tipo de financiamento indispensável para empresas que desejam crescer e ter capital para investir no negócio.

Publicidade

O tema Venture Capital está cada vez mais em alta no Brasil, principalmente por conta do surgimento de startups brasileiras que chegaram com inovações que parecem ser muito promissoras.

Publicidade

Contudo, ainda existem muitas dúvidas sobre Venture Capital, como esse financiamento funciona na prática, quais são as características e os principais benefícios que ele consegue oferecer.

Publicidade

Foi justamente por isso que decidimos criar esse conteúdo para falar um pouco mais sobre esse assunto e tirar as suas principais dúvidas. Então, vem com a gente conhecer todos os detalhes!

O que é Venture Capital?

Trata-se de uma forma de financiamento empresarial onde os investidores, também chamados de investidores de venture capital, oferecem capital financeiro para empresas que estão no seu estágio inicial ou em fase de crescimento, e que possuem um alto potencial de crescimento e inovação.

Publicidade

Por ser um capital voltado para o financiamento de soluções inovadores, é muito mais comum dentro dos setores de tecnologia e inovação.

Contudo, ele não se restringe a essas áreas, sendo possível aplicá-lo em vários outros setores da economia.

Portanto, a principal característica do Venture Capital é o seu destino. Afinal, o capital fornecido pelos investidores sempre é direcionado para incentivar pequenas empresas a crescerem.

Dessa forma, permite que os empreendedores sejam capazes de transformar as suas ideias em empresas viáveis.

Principais características do Venture Capital

Os financiamentos via Venture Capital possuem algumas características específicas, que fazem com que eles se diferem dos demais financiamentos empresariais disponíveis no mercado.

Além de serem voltados, especificamente, para ajudarem empresas promissoras a crescerem e se desenvolverem, algumas das principais características do Venture Capital incluem:

Investimento para empresas que estão começando

O Venture Capital, geralmente, se concentra em startups que estão nos estágios iniciais do seu desenvolvimento.

Isso porque essas empresas costumam buscar opções de financiamentos para conseguir expandir as suas operações, desenvolver os produtos ou serviços e alcançar um mercado maior.

Como elas são empresas promissoras, esses investidores disponibilizam o capital para conseguir lucrar, posteriormente, com os resultados que essas empresas vão alcançar.

Operações de alto risco

Uma das principais características do Venture Capital é que esse é um capital de risco. Os investidores estão dispostos a assumir riscos grandes, pois entendem que muitas startups podem falhar no meio do caminho.

Como não há a certeza de que a empresa realmente dará certo, esse investimento se caracteriza por ser um tipo de capital de risco. Portanto, pode levar tanto a ganhos, como a perdas significativas para os investidores.

Oferecimento de apoio estratégico

Além do capital financeiro, os investidores costumam oferecer orientação estratégica para essas empresas que estão começando e se desenvolvendo.

Afinal, eles possuem experiência em gestão e uma ampla rede de contatos para ajudar as startups a crescer e ter sucesso.

Participação acionária em troca do capital

Por fim, uma última característica que marca os financiamentos feitos pela Venture Capital, é a participação acionária que as empresas precisam entregar em troca do investimento.

Dessa forma, a empresa não precisa pagar uma parcela mensal, como acontece com os investimentos tradicionais. Na Venture Capital, o que os investidores desejam é ter uma parte da empresa para conseguir lucrar com ela no futuro.

A importância do Venture Capital para a economia

O Venture Capital desempenha um papel muito importante na hora de impulsionar a inovação e o crescimento econômico dentro de um país.

Afinal, ele permite que empreendedores encontrem uma forma viável de transformar as suas ideias em realidade, criando empregos e introduzindo novas tecnologias e produtos no mercado. Isso, consequentemente, estimula a competição saudável.

Além disso, o Venture Capital é, muitas vezes, visto como uma força central que atua por trás dos setores de rápido crescimento. É o caso, por exemplo, do setor de tecnologia, biotecnologia e energia limpa.

Publicidade

Sem o financiamento e o suporte que são fornecidos pelo Venture Capital, muitas das inovações desses setores, que transformaram nossa vida nos últimos anos, não teriam sido possíveis.

Portanto, além de ajudar as empresas e startups, a Venture Capital se torna uma ferramenta central para economias que desejam crescer e se destacar com a criação de novos produtos e serviços. Dessa forma, contribui diretamente para a economia como um todo.

Tendências atuais no mundo do Venture Capital

Esse é um tipo de financiamento e investimento que está em constante evolução. Ele é moldado, principalmente, pelas mudanças tecnológicas, econômicas e regulatórias que sempre são aprimoradas e implementadas pelos governos.

Atualmente, uma das principais tendências que estão envolvendo o Venture Capital é o investimento em setores emergentes da economia, ou seja, uma expansão para setores além da tecnologia.

Publicidade

E passa a incluir, por exemplo, os segmentos de saúde, energia limpa, agricultura e muito mais.

Essa dinâmica também está sendo muito influenciada por conta da constante busca dos investidores por oportunidades de investimento em setores que podem ter um impacto realmente importante e significativo na sociedade.

Além disso, os investidores estão buscando oportunidades ao redor de todo o mundo. Portanto, não apenas em mercados mais tradicionais, como acontecia antigamente.

Isso está sendo impulsionado pela necessidade de buscar e encontrar empresas inovadoras em mercados emergentes e também pela necessidade de diversificação geográfica.

O financiamento de empresas sustentáveis e ecologicamente conscientes, também é uma tendência que está em alta quando falamos em Venture Capital.

Muitos investidores estão direcionando o seu capital para apoiar empresas que estão desenvolvendo tecnologias e soluções para combater as mudanças climáticas e que ajudem a promover a sustentabilidade.

Por fim, os investimentos em Deep Tech, que chamamos de tecnologias de ponto, como é o caso da inteligência artificial, da biotecnologia e da computação quântica, por exemplo, estão cada vez maiores e atraindo a atenção dos investidores.

Afinal de contas, essas áreas representam oportunidades gigantescas de inovação.

Como os investidores de Venture Capital lucram?

Os investidores de Venture Capital conseguem lucrar de várias maneiras diferentes. Mas, de modo geral, esses lucros dependem muito mais do sucesso das empresas em que investem.

Publicidade

Assim, a forma mais comum de lucro para os investidores é com a saída da empresa. Isso pode ocorrer através de aquisições ou oferta pública inicial.

Então, basicamente, os investidores injetam uma boa quantidade de dinheiro em uma empresa que acreditam ser promissoras. Dessa forma, quando o negócio cresce e se torna vantajoso, eles renunciam à sua parte e, assim, geram lucros.

Além da venda, os investidores também conseguem lucrar através de dividendos, valorização das ações, participação em eventos de liquidez e diversas outras formas.

Leia também