Como fazer um financiamento imobiliário pela Caixa em 2021

Publicidade

Financiamento imobiliário pela Caixa. Nesta matéria te ajudaremos a entender características específicas de cada linha de crédito, e suas principais etapas!

Publicidade

Em fevereiro desse ano foi lançado uma nova linha de financiamento imobiliário pela Caixa. Nesse modo de financiamento, a taxa de juros vai variar de acordo com o perfil do cliente.

Publicidade

O financiamento imobiliário pela Caixa é um dos mais comuns e procurados no Brasil. Porém, você sabe como ele funciona? Como simular financiamento de imóvel? Como simular portabilidade de financiamento da Caixa?

Descubra essas e muitas outras respostas sobre o financiamento imobiliário pela Caixa.

Como funciona o financiamento imobiliário pela Caixa?

Atualmente, o financiamento imobiliário pela Caixa funciona através de uma série de recursos. Como veremos a seguir, além dos métodos tradicionais, o cliente consegue fazer financiamento até mesmo pelo aplicativo.

Publicidade

Primeiramente, é importante que o interessado saiba que a Caixa financia tanto imóveis novos quanto usados. Além disso, não são apenas casas que entram nesse financiamento. Salas e galpões também fazem parte dessa lista.

Para quem não quer comprar o imóvel, mas sim construir o seu próprio, deixando-o com a sua cara, é possível financiar a compra do terreno e, até mesmo, depois, a construção.

Além disso, para aquelas famílias que se enquadram nos parâmetros de baixa renda, a Caixa conta com o programa Minha Casa, Minha Vida.

Apesar dessa linha de crédito não aderir à nova modalidade, o foco desse programa é ajudar famílias carentes a fazer um financiamento imobiliário pela Caixa.

Quais são as principais etapas para financiamento imobiliário pela Caixa:

Etapa 1: A pessoa interessada deve entrar no site do banco e fazer uma simulação com os seus dados.

Dessa maneira, essa simulação servirá para colher informações básicas. Por exemplo: valor da parcela, tempo para a quitação do financiamento e condições necessárias para realizar o financiamento.

Etapa 2: Análise de crédito e análise de engenharia.

Nessa etapa, o objetivo da Caixa é descobrir sua credibilidade no mercado, de forma que você deverá apresentar toda a documentação exigida.

Separe todos os documentos necessários: RG, CPF ou Carteira de Nacional de Habilitação, comprovante de endereço, carteira de trabalho, seu FGTS e crédito que almeja.

Na análise de engenharia, a Caixa enviará um funcionário para fazer a avaliação do imóvel de seu interesse.

Etapa 3: Fechamento do negócio e assinatura do contrato.

Caso ocorra tudo bem com as análises e sua documentação esteja correta, você e a Caixa poderão fechar o negócio por meio da assinatura do contrato.

Etapa 4: Pagamento e gestão.

Para evitar multa e juros você deverá pagar, no prazo determinado, as parcelas definidas para o financiamento imobiliário pela Caixa. Além disso, pelo Internet Banking Caixa é possível ajustar as parcelas, bem como acompanhar o pagamento.

Quem pode fazer um financiamento?

Não há grandes restrições sobre as pessoas que podem fazer o financiamento pela Caixa.

As exigências mais relevantes são:

  • Indivíduo igual ou maior que 18 anos: exceção a essa regra são os emancipados maiores de 16 anos;
  • Precisa ser brasileiro ou, no caso de estrangeiros, possuir o visto permanente;
  • Não pode possuir inadimplências no nome: em outras palavras, não pode estar com o nome “sujo”;
  • Precisa ser aprovado na análise de crédito: essa condição depende diretamente do ponto anterior. Pessoas com restrição vinculadas ao CPF para o financiamento pela Caixa são automaticamente negadas.

Simulador de financiamento imobiliário pela Caixa

No site da Caixa, você tem a possibilidade de simular o financiamento do imóvel. O Simulador Habitacional Caixa permite que o cliente simule tanto o financiamento quanto possíveis empréstimos.

Publicidade

Na primeira etapa da simulação, serão respondidas perguntas básicas sobre a categoria do imóvel, ou seja, se é novo, usado, terreno ou construção.

Além disso, você informará um valor aproximado para o imóvel. Por exemplo: R$100.000,00.

Ainda na primeira etapa, fornecerá o estado e a cidade em que pretende adquirir seu imóvel.

Na segunda etapa para simular financiamento imóvel, o interessado preencherá com seus dados pessoais (CPF, RG, comprovante de endereço, telefone e renda bruta mensal). Fique atento, pois é nessa etapa que informará se possui saldo do FGTS que deseja utilizar, por exemplo.

No caso do comprovante de renda, o documento apresentado será de acordo com a colocação profissional do cliente, por exemplo: Autônomo, empresário ou funcionário público.

Na terceira e na quarta etapas, a Caixa informará a você as opções disponíveis para o seu caso, baseado nas informações que foram disponibilizadas.

Portabilidade de financiamento da Caixa

As pessoas possuem muitas dúvidas acerca de simular portabilidade de financiamento da Caixa. Por isso, primeiro vamos entender o que é a portabilidade de financiamento da Caixa.

Portabilidade nada mais é que a transferência de uma dívida de uma instituição para outra.

Por exemplo, a dona Maria financiou um imóvel no banco X. Porém, após 2 anos de pagamento das parcelas, ela decide transferir o restante da dívida do financiamento para um banco cujos juros sejam menores.

Dessa forma, ela encontra a Caixa Econômica Federal, uma das instituições financeiras com os menores juros do mercado imobiliário. Portanto, uma excelente opção para ela.

Para conseguir simular portabilidade de financiamento da Caixa, você precisa ter em mãos o extrato com o restante da dívida de seu imóvel. Em seguida, basta ir até uma agência e eles irão simular portabilidade de financiamento da Caixa para você.

Publicidade

Dessa forma, você saberá o valor exato da economia (ou não) ao transferir sua dívida para a Caixa.

Calculadora financiamento imóvel

A calculadora financiamento imóvel da Caixa já vem inclusa no Simulador Habitacional Caixa.

Nesse sentido, assim que você simular o seu financiamento, serão disponibilizados os valores, parcelas e juros que deverão ser pagos por você.

Ademais, caso não deseje utilizar a calculadora financiamento imóvel da Caixa, existem várias calculadoras disponíveis na Internet. Desta maneira, com apenas alguns cliques você consegue calcular exatamente o valor do pagamento final.

Novidades da Caixa para 2021

No final de fevereiro deste ano, a Caixa anunciou a diminuição na taxa de juros do financiamento imobiliário, permitindo aos interessados financiarem imóveis com taxa a partir de 4,75% ao ano.

De acordo com as novidades trazidas pelo banco, a taxa de juros será menor, quanto melhor for o relacionamento do cliente com a Caixa.

Além disso, a Caixa ainda reduziu as taxas para a nova linha de crédito imobiliário. A partir de então, os empréstimos que forem concedidos a partir do Sistema Financeiro de Habilitação, podem ter taxas entre 8,5% e 9,75% + TR (Taxa Referencial).

Outro ponto considerável foi a redução nas taxas direcionadas a pessoas que adquirem financiamento pela Caixa, mas não são clientes do banco. Os juros eram de TR+11%, agora serão de TR+9,75%.

Publicidade

Portanto, na nova linha de crédito imobiliário Caixa, o comprador terá parcelas com juros reduzidos somado à inflação atual do país, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

Financiamento Caixa Construção

Você também tem a sua disposição o financiamento Caixa Construção.

Essa linha de crédito é voltada para um objetivo específico: adquirir o terreno e/ou comprar os materiais de construção necessários.

No financiamento Caixa Construção, você faz a simulação pelo Simulador Habitacional Caixa, igualmente às demais modalidades de financiamento imobiliário. Essa linha também permite que a pessoa utilize o FGTS.

O financiamento imobiliário pela Caixa vale a pena?

SIM! Se você precisa financiar um imóvel, comprar um terreno ou apenas os materiais para construção, o financiamento imobiliário pela Caixa é a melhor opção.

Além de fornecer diversas linhas de crédito, os juros cobrados pela Caixa Econômica Federal sempre foram destaque no mercado, justamente por serem bem inferiores àqueles cobrados em outras instituições financeiras.

No mundo ideal os imóveis deveriam ser comprados à vista para evitar os juros do financiamento imobiliário. Todavia, a realidade do brasileiro é outra e o financiamento pode ser uma boa, se não a única, alternativa.

Dessa forma, como a nova modalidade da Caixa cobra juros abaixo do que se observa nos concorrentes do mercado (entre 4,75% a.a. até 5,39% a.a.), essa é uma boa opção. Assim, cabe ao interessado avaliar se é a melhor opção disponível em seu atual momento de vida.

No entanto, não podemos deixar de avaliar alguns pontos importantes que devem ser considerados na hora de fazer a escolha.

O novo crédito imobiliário Caixa, apresenta taxas flutuantes que variam de acordo com a inflação, e isso significa que o valor fechado no momento da compra pode não permanecer igual com o passar dos anos.

É também por esse motivo que o programa Minha Casa Minha Vida não irá aderir a nova modalidade.

Outro fator importante é que não é possível optar por uma de linha de crédito e depois de alguns meses ou anos trocar para outra modalidade.

Conclusão

Nesse artigo, você aprendeu um pouco mais sobre o financiamento imobiliário pela Caixa.

A simplicidade, praticidade e os juros menores desse financiamento o tornam adequado para o perfil de milhões de brasileiros.

Além disso, observamos a existência de financiamentos para uma série de categorias de imóveis (novos, usados, terrenos e construções).

Agora que você já sabe tudo sobre o financiamento imobiliário Caixa, avalie bem todos os fatores e esteja certo da sua decisão!

Quer saber como acessar o Simulador Habitacional Caixa?

Leia também