Como se planejar financeiramente para o início do ano

Um novo ano está perto de começar, e muitas pessoas querem dicas de como se planejar financeiramente para iniciar o ano com o pé direito!

Publicidade
Fonte: Google Imagens

Se planejar no começo do ano é a melhor estratégia para atingir as suas metas e conseguir fazer uma boa gestão das suas finanças, para colocar todos os seus planos em prática.

Publicidade

Além disso, o início de ano representa o momento de pagar algumas despesas que podem pesar bastante no orçamento, sendo muito importante saber como administrá-las.

Publicidade

Pensando nisso, nós decidimos criar esse post com algumas dicas essenciais de como você pode se planejar para começar o seu ano organizado financeiramente. Confira os detalhes!

Qual a importância de se planejar financeiramente?

Segundo uma pesquisa que foi feita pela CNDL, menos de 10% dos brasileiros conseguem pagar todas as dívidas do início de ano, utilizando apenas os seus recursos de fim de ano e sem se endividar.

Publicidade

Por isso, dizemos que fazer um planejamento financeiro no final do ano é essencial para evitar surpresas no novo ano que se inicia.

O ideal é fazer um planejamento envolvendo os 2 ou 3 últimos meses antes do ano finalizar. Assim, é possível fazer uma reserva que será destinada, especificamente, à pagar essas contas.

Além disso, vamos supor que você já sabe que fará uma viagem no novo ano que vai se iniciar. Esse também é o melhor momento de se programar para essa viagem, e começar a juntar um rendimento mensal para essa finalidade.

Essa estratégia também é válida para qualquer outro sonho ou objetivo que você pretende conquistar neste novo ano.

Portanto, dizemos que a principal importância de se planejar para o início do ano, é para evitar o endividamento e ter um começo mais tranquilo.

Principais despesas do início de ano

Para começar a se organizar financeiramente para o início de ano da forma correta, é essencial mapear quais são as principais despesas que você terá!

A lista de despesas do início de ano varia muito de consumo e de padrão de vida de pessoa para pessoa. No entanto, existem algumas despesas que chamamos de “padrão”, e que costumam estar na lista de praticamente todo mundo. As principais são:

  • IPTU;
  • IPVA;
  • Gastos com escolas e universidades (matrículas, material escolar, livros, etc.);
  • Imposto de Renda;
  • DPVAT – para quem possui veículo;
  • Seguros (que geralmente precisam ser pagos em janeiro).

Dicas de como se planejar financeiramente para o início do ano

Bom! Agora que você já viu quais são os principais gastos do início do ano, e a importância de fazer um planejamento financeiro para evitar o endividamento, vamos ao que interessa: dicas reais de como colocar o planejamento em prática.

Controle os gastos na época festiva para se planejar financeiramente

Um ponto essencial que vai definir se você vai começar o ano no azul ou não, é o gasto com as festas de fim de ano.

Sabemos que, no fim de ano, tudo o que mais queremos é descansar, e aproveitar bastante com a nossa família e amigos, não é mesmo? Afinal, os anos são longos e cansativos. E com certeza, merecemos o melhor nessa época!

Publicidade

No entanto, precisamos tomar cuidado para não exagerar nos gastos durante esse período. O ideal é fazer as contas, e separar um valor fixo para você gastar com as festas de Natal e Réveillon, sem que esse valor te faça falta nos próximos dias.

Uma dica de ouro para esse período é evitar ao máximo o uso do cartão de crédito, e gastar somente o dinheiro que você realmente já tem em mãos. Isso ajuda a não acabar se endividando.

Crie ou revise o seu planejamento

Essa é outra dica que podemos considerar como fundamental e indispensável para todos os anos.

Se você quer iniciar o seu novo ano tendo sucesso na sua vida financeira, é mais do que essencial que você faça um planejamento financeiro.

Caso você não tenha nenhuma ideia de como isso funcione, você pode recorrer, inclusive, a equipes e pessoas especializadas em consultoria financeira.

Para começar, abra uma planilha no seu Excel e comece a anotar todos os seus gastos, incluindo despesas fixas e variáveis, e os valores exatos que você está gastando com cada conta!

Além disso, já anote a sua projeção de gastos para o final e o início do ano e, depois, faça as contas do total, para saber se o que você ganha dará conta de pagar tudo o que você precisa.

Publicidade

Ao fazer essa análise, você poderá ter uma noção muito melhor de como está o seu endividamento no momento, e se programar para entrar no ano novo com o dinheiro suficiente para pagar todas as suas contas, mas sem ter que depender de empréstimos ou cartão de crédito.

Depois, o ideal é que você realize esse balanço todos os meses, com a finalidade de verificar onde pode cortar gastos e economizar mais.

Dê prioridade para construir a sua reserva de emergência

Ter uma reserva de emergência é muito importante para lidar com imprevistos ou, até mesmo, para servir como um dinheiro complementar nessa época do ano, em que a tendência é gastar mais que o normal.

Por isso, ao pensar no seu planejamento financeiro para o ano que se inicia, é essencial que você priorize a criação de uma reserva de emergência, que deve representar, no mínimo, 6 meses do seu gasto de vida.

Esse dinheiro deve ficar guardado em algum investimento de resgate imediato, para que ele esteja disponível para você imediatamente quando você precisar.

Ter uma reserva de emergência bem construída te dará muito mais tranquilidade no dia a dia. Além disso, ainda evitará que você acabe se endividando em momentos de crise ou aperto.

Publicidade

Tenha mais controle sobre o seu dinheiro

Por fim, saber para onde o seu dinheiro está sendo direcionado, te ajudará a entender melhor como estão os seus gastos mensais, e em que você mais está gastando.

Isso pode ser analisado através da planilha que você vai montar na dica 2. Portanto, reveja essa lista com todos os seus gastos e, depois, comece a repensar como você pode melhorá-los, e adaptá-los de forma a economizar mais durante o mês.

Com esse dinheiro que você vai economizar, você pode começar a montar a sua reserva de emergência (caso ainda não tenha uma), e planejar os seus gastos com objetivos que possui para o ano, como viagens, dar entrada em um veículo, financiar um apartamento e etc.

Gostou das dicas? Então, não deixe de compartilhar o conteúdo com pessoas que também precisam de uma ajudinha para começar o próximo ano da melhor forma!

Leia também