Confira aqui 5 dicas para conseguir um financiamento

Publicidade

Financiamento, preparamos aqui um breve guia, para te auxiliar a encontrar uma boa oferta de financiamento, e como se preparar.

Publicidade

Diversos são os motivos para que alguém recorra a um financiamento. Porém, os principais estão voltados à compra de algum bem de alto valor, como automóveis, máquinas e imóveis.

Publicidade

Desse modo, é uma das melhores opções para quem não possui o valor total, mas quer realizar algum desses sonhos.

Aliás, você pode adiantar muito todo o processo com algumas iniciativas, antes mesmo de dar entrada em um processo de financiamento.

Essa questão te ajudará a retirar possíveis barreiras, e resolver pendências antes de começar. Assim, reduz-se o tempo de espera e as possíveis complicações que possam surgir.

Buscar instituições financeiras com antecedência, separar a documentação necessária, e tentar quitar qualquer dívida que você tenha, são instruções básicas, e que você pode fazer antecipadamente, tornando todo o processo mais fácil e rápido.

Publicidade

5 dicas que te ajudarão a conseguir um financiamento

Em primeiro lugar, confira uma lista com os documentos que você já pode ir separando, caso decida mesmo solicitar um financiamento:

  • Cópia do comprovante de renda;
  • Cópia da declaração de Imposto de Renda;
  • Cópias dos documentos pessoais.

Além disso, outro ponto interessante de destacar é: se você já fez algum outro financiamento na vida, seja para comprar imóveis ou um carro, será um ponto que contará a seu favor do processo, desde que você tenha pago tudo em dia.

Afinal de contas, isso aumenta o seu score dentro do banco. O score é a pontuação de crédito que é dada pelo mercado aos consumidores. E, dentro das suas considerações, está o pagamento de suas dívidas.

Por isso, ter um bom score é essencial para conseguir um financiamento. Afinal, ele mostra ao banco que você é confiável, e facilita muito no momento da aprovação. Por outro lado, se o seu score for ruim, as chances de concessão podem cair bastante.

Basicamente, o score indicará ao banco o risco de investimento para a concessão de crédito a você. Quanto pior o seu score, provavelmente, maiores serão os juros, já que o banco não sentirá confiança total em você.

Agora que você já viu algumas dicas básicas para adiantar o seu processo, veja abaixo 5 dicas essenciais para que você consiga a aprovação de um financiamento!

Publicidade

1 – Faça uma comparação entre as diferentes instituições financeiras

Existem vários bancos oferecendo propostas diferentes para financiamentos. Portanto, a primeira dica é: faça comparações entre as instituições financeiras! Isso te permitirá ter uma visão do todo, e ver qual oferece a melhor solução para você.

Quando falamos em financiamentos, geralmente a Caixa é a que vem primeiro no pensamento. Porém, isso não quer dizer que é a mais competitiva, ou que será o banco que oferecerá as melhores condições!

É claro que, se a sua intenção for financiar um imóvel, a Caixa oferece a modalidade pró-cotista e a possibilidade de utilizar o saldo do FGTS, o que são pontos muito favoráveis.

Mas tente não se prender a uma instituição em específico. O ideal é que você faça as comparações para que, realmente, encontre a oportunidade ideal para o seu momento, e para o seu objetivo. 

Publicidade

Desse modo, durante o seu processo de comparação, é importante que você leve em conta as taxas de juros cobradas por cada instituição!

Afinal de contas, essa será a variável que afetará, diretamente, o valor total que você terá que pagar. Dessa forma, quanto mais alta a taxa de juros, mais você vai gastar. Portanto, fique de olho nisso!

2 – Abra uma conta corrente na instituição em que pretende solicitar o financiamento

É importante destacar que as taxas para financiamento são distintas para quem é correntista de um banco, e para quem não é.

Portanto, esse ponto é bem interessante para você levar em consideração. Quando for fazer as simulações nas diversas instituições, toque nesse assunto pois, muitas vezes, se você não possuir uma conta no banco, abrir uma conta poderá te dar benefícios ainda melhores.

E não se preocupe, você não precisa utilizar sempre a conta! Uma dica é você começar a transferir seu salário para lá, ou utilizá-la para guardar dinheiro, por exemplo, mesmo que a sua intenção seja fechá-la depois.

3 – Simule antes o valor que terá que pagar

Outra dica muito importante é: simule antes o valor que terá que pagar! Você não precisa entrar em contato com o banco para saber qual é a taxa de juros, e o quanto você terá que pagar no financiamento.

Publicidade

Na internet, existem algumas calculadoras online, que te permitem fazer uma simulação gratuita sobre o quanto você pagará no processo.

Essas calculadoras já levam em conta a taxa de juros que cada instituição financeira cobra. É importante que você faça essa simulação para todas as instituições financeiras que achar conveniente.

Dessa forma, você poderá fazer as comparações necessárias, e decidir com qual instituição seguirá com o processo.

4 – Não olhe apenas o valor da primeira parcela!

Ao comparar as simulações feitas pelas instituições financeiras, com o valor exato de cada prestação do contrato, muitas pessoas acabam olhando apenas o valor da primeira parcela e, algumas vezes, o valor da última.

Existem bancos que começam com prestações mais altas, mas vão diminuindo ao longo do tempo com mais rapidez.

Outros, mantêm as prestações mais baixas no começo, mas demoram mais tempo para começar a reduzir o valor. E oneram o saldo que falta com correções mais pesadas.

Portanto, no momento de escolher, olhe sempre para o custo total do financiamento e a soma das prestações! Isso evitará que você caia em armadilhas, e acabe gastando muito mais no futuro do que achou que efetivamente gastaria.

5 – Confira antes a situação do seu CPF

Esse passo é bem básico e simples, e evitará futuras complicações na hora de fechar o financiamento.

Quando você está buscando por algum empréstimo financeiro, é muito importante não ter dívidas pendentes registradas no seu CPF.

Esse quesito é importante para qualquer tipo de financiamento que você esteja pensando em fazer, já que poderá afetar o seu score.

Se você tiver o nome no SPC/SERASA, a instituição financeira te identifica como um devedor. Isso transmite a sensação de insegurança com relação a você, e dificulta conseguir um financiamento via instituições bancárias.

Por isso, a dica é tentar quitar as possíveis dívidas que você ainda tenha, antes de iniciar um processo de financiamento.

Gostou dessas dicas? Quer saber como aumentar seu Score? Então, continue com a gente!

 

Leia também