Economizar dinheiro: 9 dicas para ficar livre de dívidas

Publicidade

Economizar dinheiro, confira as 9 melhores dicas para criar uma reserva de emergência e ficar livre de dívidas!

Publicidade

Não existe hora nem momento certo para aprender a economizar dinheiro, não é mesmo? Toda hora é ideal para saber como você pode otimizar o seu salário, e como pode se organizar para poupar mais!

Publicidade

Portanto, aqui vai um segredo para você: a chave para tudo está na organização! Você precisa aprender a ter controle das finanças e a agir de maneira mais estratégica, garantindo que o seu dinheiro dure mais, e seja gasto de forma consciente!

Para te ajudar, elaboramos esse guia com as 9 melhores dicas, para você começar a economizar o seu dinheiro a partir de hoje! Confira!

Qual a importância de economizar dinheiro?

A ideia de começar a economizar pode, à primeira vista, parecer algo impossível. Porém, podemos afirmar que é sim possível pagar as contas, e ainda sobrar um dinheirinho para ir para a poupança.

Publicidade

Contudo, é essencial que você entenda que guardar dinheiro tem que se tornar um hábito, independente do valor!

Poupar o seu dinheiro te fará independente de cartões de crédito e de empréstimos, te dando mais segurança mesmo nos momentos de emergência.

Isso te ajudará a concretizar objetivos, planejar viagens e, até mesmo, poderá te ajudar a financiar um imóvel!

9 dicas para você economizar dinheiro

Então, agora que você já compreendeu a importância de começar a economizar dinheiro, leia as nossas 9 dicas abaixo para aprender o que você precisa para começar a poupar a partir de hoje!

1 – Mantenha um controle de gastos em planilha ou aplicativo

Pode parecer uma dica óbvia, mas muitas pessoas não anotam os seus gastos! Uma planilha de gastos ajuda muito e, aliada ao controle, ela pode fazer milagres na sua vida financeira.

Afinal de contas, para conseguir economizar dinheiro, é essencial que você monitore seus gastos e despesas.

Caso você não consiga mexer com planilhas, tente utilizar os aplicativos para celular (alguns exemplos são o Guiabolso, Mobills e Spendee)!

Porém, se você sentir que não consegue lidar muito bem com a tecnologia, um caderno para o controle de gastos também funciona!

Independente da metodologia, o mais importante é que você registre todos os gastos, a data e a finalidade dele! Com isso, você conseguirá ter um panorama geral, entender os detalhes da sua despesa e identificar o que está te atrapalhando a economizar.

2 – Elimine as despesas desnecessárias

Faça cortes dos gastos supérfluos! Aquele salgado de todo dia de manhã, a pizza de toda sexta-feira, as latas a mais de cerveja no fim de semana… enfim… Corte tudo isso!

Independente se são gastos pequenos, o acumulado do mês e do ano acaba pesando de alguma forma no seu orçamento. Dessa forma, no fim, acabará comprometendo a sua capacidade de manter uma poupança.

Publicidade

Avalie o seu controle financeiro e procure entender para onde o seu dinheiro tem ido. Assim, você será capaz de fazer os cortes de maneira inteligente.

3 – Estabeleça metas

Estabelecer metas te ajudará a manter o foco no objetivo. Mas faça metas com números, e não metas gerais!

O ideal é que você estabeleça a quantidade que quer juntar, e até que data você tem para concretizar isso.

Mas estabeleça metas realistas! Caso contrário, você pode desanimar por parecer que nunca vai chegar lá.

4 – Pague suas contas em dia e evite juros para economizar dinheiro

Os juros que incidem sobre suas contas pagas depois do vencimento, como contas de água, luz e telefone, são grandes vilões na hora de guardar dinheiro!

Se você quer economizar, nunca atrase o pagamento dessas contas! Dessa forma, você evita gastar mais do que já gastaria. Uma dica é: dê prioridade ao pagamento das contas assim que você receber seu salário.

Você pode escolher um dia do mês para entrar e pagar todas as contas de uma vez, garantindo que você não esqueça depois. Neste dia, você também pode tirar o dinheiro que quer guardar naquele mês.

5 – Negocie as dívidas

Se você tem dívidas, é hora de avaliar os parcelamentos e financiamentos que te comprometem! Por isso, analise a possibilidade de quitá-los quando possível.

A dica é dar prioridade para as dívidas que oferecem amortização de juros, caso haja antecipação das parcelas. Com isso, você pode economizar ao pagar à vista, ou adiantar algumas parcelas.

Estude oportunidades e portabilidade, ou seja, transferir a dívida para um banco com juros e condições melhores.

6 – Pagar à vista sempre que possível, e pedir desconto é uma forma de economizar dinheiro

Dê preferência ao pagamento à vista sempre que possível! O cartão de crédito é ótimo para te ajudar em compras maiores, mas tenha cautela ao usá-lo! O ideal é que você use o mínimo possível do seu limite, para não ter surpresas na fatura depois.

Publicidade

Outra dica aqui é sempre pedir por desconto, principalmente se você estiver pagando à vista!

É importante, também, procurar bastante antes de comprar e achar aquele vendedor que está disposto a cobrar menos (sempre existe um)! Além disso, você pode investir em cupons de desconto, eles são grandes aliados para ajudar a economizar um pouquinho!

7 – Gaste sempre menos do que ganha

Essa dica é óbvia, mas bem difícil de aplicar na prática! Entretanto, para que te sobre dinheiro, você precisa gastar menos do que ganha.

A ideia é que você ache os pontos onde pode cortar gastos, e fazer sobrar um pouco (independente da quantia).

A planilha ou o aplicativo te ajudará muito nesse processo, pois te mostrará as despesas desnecessárias.

8 – Faça atividades físicas ao ar livre ao invés de academia

Troque tudo aquilo que você precisa pagar, pelas opções que não te custam nada! Um começo é trocar a academia pelos esportes ao ar livre, como caminhada, corrida e exercícios funcionais, por exemplo.

9 – Crie uma reserva de emergência

Por fim, invista em uma reserva de emergência para que você tenha mais segurança em sua vida financeira.

Esse é um dinheiro que você deve ir acumulando aos poucos e ficará guardado, não será utilizado com gastos supérfluos ou sem necessidade, apenas para as emergências!

O ideal é que você consiga juntar o valor correspondente a seus gastos durante 3 meses, pelo menos. Mas, quanto mais você conseguir juntar na reserva, mais tempo de estabilidade você terá!

Enfim, se você quer mudar sua situação financeira, continue com a gente e saiba como criar uma reserva de emergência.

 

Leia também