Reserva de emergência: garanta um futuro mais tranquilo

Publicidade

Uma coisa que temos certeza sobre a vida é que ela é cercada de imprevistos. E o ano de 2020 que o diga: a pandemia pegou muitos de surpresa e mostrou aos brasileiros como é necessário um planejamento financeiro para essas situações.

Publicidade

Portanto, é de extrema importância considerar a reserva de emergência. Pois, não possuir uma segurança financeira diante a um infortúnio é desesperador.

Publicidade

Por isso que viemos abordar sobre esse assunto essencial para lhe explicar como pode ser feito uma reserva de emergência e seu passo a passo para que assim, você possa lidar com essas situações de urgência. Confira a seguir!

Por que devo fazer uma reserva de emergência?

Ela é fundamental para a sua vida, pois, permite que você lide melhor com situações imprevistas como um acidente, doença e até uma demissão promovendo melhor segurança e estabilidade na sua vida.

Assim, você mantém conforto e não perde o padrão de vida em momentos de dificuldades.  Por essa razão que todos deveriam ter.

Deveriam porque é uma necessidade e impede que você recorra a empréstimos de urgência que promovem juros extremamente altos.

Por outro lado, caso nada aconteça (que é o que queremos), ela servirá de investimento.  Pois é! Entender a fundo como funciona a reserva é imprescindível. Além de promover segurança, você aprende a valorizá-la.

Mas como devo calcular a minha reserva de emergência?

De acordo com pesquisas, o ideal é que você poupe de seis meses a um ano de acordo com as suas despesas essenciais. Não entendeu? Vamos explicar melhor.

Por exemplo, vamos supor que temos um amigo chamado Gabriel. Ele trabalha como funcionário de uma empresa privada e ganha em média R$3.000,00 por mês.

E como qualquer cidadão, Gabriel tem despesas com a casa, contas de água e luz, alimentação e saúde.

Esses são os gastos necessários que ele precisa fazer todo mês para seu custo de vida e chegam em torno de R$1500,00.

Então, se nosso amigo Gabriel desejasse realizar uma reserva de emergência, ele iria considerar os gastos essenciais e para isso, no mínimo ele guardaria R$1.500,00 x 6 meses tendo um valor de R$9000,00.

Pronto. Com esse valor, você realiza investimento para que seu valor continue tendo rentabilidade.

O que é interessante. Pois, você já com o valor em mão, saber como investir garante rentabilidade e maiores retornos para você. Afinal, reserva de emergência é o seu investimento para o futuro.

Onde posso guardar minha reserva de emergência?

Se você faz parte do time que acha interessante a ideia de guardar a reserva debaixo de um colchão ou no cofre de casa, por favor, pelo seu bem não faça isso.

Nós falamos isso porque a cada ano que passa, com a inflação e oscilação do mercado o nosso dinheiro tende desvalorizar. Basta só observar a valorização da nota de R$100,00 hoje comparada a 20 anos atras. A diferença é absurda.

Então, para que você tenha melhor aproveitamento do seu suado dinheiro, é importante você conhecer a aplicação da forma adequada.

Se você realiza uma ótima aplicação por consequência é gerado valorização, ou seja, favorece sua rentabilidade. E para nesses casos opte para investimentos com alta liquidez.

Para entender melhor, liquidez se refere a capacidade de transformar um bem ou um ativo em dinheiro. Por exemplo, uma casa demora no mínimo alguns meses para ser vendida devido a sua burocracia. Então nesse caso definimos que ela possui baixa liquidez.

E ela não é a mesma coisa que rentabilidade. Esse termo se refere sobre a capacidade de seus ativos em dinheiro. Portanto, se deseja investir a sua reserva, opte em ativos com alta liquidez no mercado.

Para isso, é importante saber onde aplicar o seu dinheiro e entender como funciona os investimentos mais utilizados nos últimos tempos. Confira alguns exemplos:

CDB que possui liquidez diária

A sigla significa certificado de depósito bancário e há diversos tipos no mercado que variam de acordo com a sua rentabilidade e é importante frisar que nem todos possuem liquidez diária.

Os que apresentam essa opção costumam estar relacionado com o CDI (Certificado com o depósito Interbancário).

Para investimento da sua reserva de emergência lembre-se de investir em ativos com alta liquidez. Assim quando você precisar do seu dinheiro, será mais fácil transformar o ativo em capital.

Fundo de investimentos

Esses fundos, conhecidos como DI, funcionam da seguinte maneira: um gestor é responsável pela administração dos investimentos em títulos públicos que costumam ter liquidez diária.

Esses gestores estão disponíveis tanto para investidores iniciantes quanto para os mais qualificados. Assim, funcionam como uma espécie de condomínio financeiros parceiros e o retorno pode ocorrer com a valorização das cotas e sua rentabilidade.

Tesouro Selic

O investimento atua da seguinte maneira: os recursos são oferecidos ao governo que utiliza em investimentos dos programas públicos. Em troca, você recebe rendimentos baseados na taxa Selic, que é a taxa básica de juros da economia do país.

As alternativas citadas são as mais seguras e embora tenham uma taxa de Selic baixa, é válido lembrar que o objetivo da reserva de emergência é não gerar rentabilidade, mas sim deixa-lo disponível.

Assim, essas opções apresentam alta liquidez e o dinheiro fica ainda mais valorizado se comparado à poupança.

Quer saber mais de investimentos em renda fixa? Clique no botão abaixo que vamos te ajudar!

Ter uma reserva de emergência é garantir o seu futuro

Reserva de emergência é qualidade de vida. Não pense como um gasto desnecessário, é uma forma de um seguro.

E quando você começa a pensar dessa forma, entende como vale a pena investir e começa a perceber seu dinheiro trabalhando para você. Porque quando você investe, começa a crescer e assim atingir seus objetivos financeiros.

E principalmente se você é dono de um negócio sabe como é importante estar preparado em frente à dinâmica do mercado.

Mude os hábitos e não seja imediatista de gastar as economias sem pensar no amanhã. Fazer a administração das suas finanças é essencial para sua qualidade de vida.

Então comece a organizar agora mesmo, separe pelo menos 10% do seu salário e faça sua reserva! Seu futuro irá agradecer.

Leia também