Finanças pessoais: conheça os 5 melhores livros

Publicidade

Finanças pessoais. Aqui você encontra os 5 melhores livros, com excelentes dicas de organização financeira. Confira!

Publicidade

Naturalmente, somos estimulados a consumir porque estamos inseridos em uma cultura capitalista.

Eventualmente, temos problemas quando se trata do pagamento de contas. Isso acontece porque nem todos possuem a organização das finanças pessoais.

Publicidade

Controle de finanças pessoais significa controlar o valor gasto de acordo com a sua renda mensal.

Você sabe fazer isso? Se não, tudo bem! Na literatura, encontramos boas obras com conhecimentos fáceis de seguir e aplicáveis no dia a dia.

Conheça alguns títulos e livros de finanças a seguir.

O que são finanças pessoais?

Em resumo, finanças pessoais são conhecimentos que envolvem sua organização financeira.

Geralmente, associamos a controle de gastos, quando, na verdade, significa apenas organizar os pagamentos de contas e a receita mensal. Para que esse gerenciamento funcione com qualidade é preciso adicionar toda forma de renda e gastos da sua família.

A importância da educação financeira

Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), cerca de 63% dos brasileiros possuem dívidas. Esses dados são de 2020 e representam o maior número de endividados que o país já teve.

As dívidas podem ser do cartão de crédito, financiamento de carro ou um aluguel de imóvel.

Em suma, eles seguem as tendências do mercado de gastar cada vez mais para manter seu padrão de vida fictício funcionando. Além disso, adoram um parcelamento sem saber o quanto de fato devem.

Publicidade

Consequentemente, todas essas atitudes geram o acúmulo de dívidas.

O cartão de crédito é o líder no ranking dos endividamentos, com mais de 40% no índice total das dívidas.

Isso se deve ao fato de as pessoas gastarem mais do que ganham e não saberem administrar seu dinheiro. Por consequência, sem esse equilíbrio, privam-se de alguns sonhos e até de melhorias da qualidade de vida.

Para evitar esse tipo de situação que existe a educação financeira.

Principais livros de finanças pessoais

Quer aprender mais sobre o universo financeiro e gerir com responsabilidade seu dinheiro? Conheça os 5 melhores livros sobre finanças pessoais e investimentos a seguir.

Pai rico pai pobre

Não é à toa que Pai Rico Pai Pobre, com autoria conjunta de Robert Kiyosaki e Sharon Lechter, vendeu mais de 23 milhões de cópias em todo o mundo. Ele conta a história de Robert e o seu amigo Mike.

Robert possui duas fontes de informações sobre finanças: a do seu próprio pai, o pobre, e o pai do seu amigo Mike, o rico. Compreendemos durante a narrativa a grande diferença na visão de um homem rico e como ele enxerga o dinheiro, e de uma pessoa com mentalidade “pobre”, em uma definição simplista.

O Pai Pobre, na verdade, não tem gestão financeira pessoal e, por isso, passa por alguns apertos no pagamento das contas em seu negócio.

Já o pai do Mike, com controle de gastos e focado em acúmulo de riquezas, compreende sobre como investir e se mantém em um nível de conforto financeiro. Como ele faz isso é o que você confere no livro.

Os segredos de uma mente milionária

Os especialistas em educação financeira são unânimes sobre um ponto: a mudança pessoal em relação ao dinheiro é muito importante para uma gestão financeira de sucesso.

E os milionários comprovam isso com seus saldos bancários e sucesso no empreendedorismo.

Aprenda os principais conceitos de como pensar como os ricos com um dos livros de gestão financeira pessoal mais lidos do Brasil.

Dessa maneira, entenda como eles enxergam cada um dos seus investimentos, como veem seu sucesso e como se planejam para aumentar suas fortunas.

São pensamentos simples, mas extremamente eficientes para acumular riquezas.

Conheça ainda algumas histórias de quem venceu apenas com organização financeira e não apenas por nascer em “berço de ouro”.

Como Organizar Sua Vida Financeira

O autor Gustavo Cerbasi ganhou a fama de se tornar o guru das finanças pessoais. Ele ensina em seu livro de forma executável para quem não cursou economia a como se tornar um poupador.

Publicidade

Lendo, você aprende a como se tornar um investidor, mesmo sendo um brasileiro mediano e sem um grande saldo bancário.

O economista, em um dos livros de gestão financeira pessoal mais vendidos, mostra conceitos fáceis para quem quer mudar o patamar financeiro e deixar de ser dependente.

Além disso, ensina formas de investir com segurança. E o melhor: como gerenciar sua renda pessoal para sair do saldo negativo e quitar dívidas (ou nunca obtê-las).

Casais Inteligentes Enriquecem Juntos

Uma das maiores realidades dos casais é: uma pessoa ser um poupador e o outro ser um gastão.

Quando duas pessoas unem seus esforços para um propósito comum, fica muito mais fácil alcançar os objetivos financeiros e modificar o patamar de vida da família.

Esta obra está na lista dos mais vendidos de todo mundo e ensina como sincronizar os casais quando se trata de finanças pessoais.

O livro mostra como duas pessoas podem alcançar muito mais rápido seus objetivos do que um solteiro. Basta colocar em prática dicas rápidas, executáveis e que trarão a liberdade financeira ao casal.

O Milionário Mora Ao Lado

Muita gente conhece um milionário e nunca imaginaria isso. Por que?

Porque buscamos no perfil dos acumuladores de dinheiro, ou seja, alguém com grandes mansões e carros importados. Entretanto, eles podem ser pessoas comuns que se organizaram financeiramente para manter a tranquilidade nos pagamentos por um longo período de tempo.

Publicidade

Ter um saldo bancário de um milhão de reais é um dos sonhos de muitos brasileiros e é totalmente possível. O importante é centralizar alguns pensamentos quando se trata de gestão financeira e reeducar a sua forma de ver o dinheiro.

Este livro de educação financeira ensina isso.

Como aprender com livros de educação financeira

Os livros são produzidos para transmitir conhecimento e para que você aprenda com quem sabe.

Assim, de maneira geral, as obras citadas acima são frutos de estudo do mercado e do comportamento de algumas pessoas que realmente alcançaram o sucesso nos seus empreendimentos.

Contudo, são pessoas como eu e você, às vezes partindo de um capital inicial de zero reais ou com menos de R$ 5 mil.

Os livros de educação financeira mostram conceitos que a maioria das pessoas conhece, mas não se sente seguro de colocar em prática.

Geralmente, desacreditamos porque somos estimulados diariamente a gastar dinheiro e não a poupar. Assim, fomos educados a suprir nossos desejos momentâneos gastando o que temos agora.

Assim, as obras citadas te ajudam a mudar de pensamento sobre o que realmente precisa em sua vida e se é necessário um consumismo tão exagerado.

Por fim, te ajudam a compreender o real valor de um saldo bancário, da tranquilidade e como poupar de forma segura sem comprometer o seu orçamento.

Conclusão

Enfim, lendo um livro de educação financeira, você não vai se tornar um economista e nem tão pouco fornecer consultoria financeira para pessoas físicas ou jurídicas.

Eles são para uso pessoal e podem ser colocados em prática hoje.

Portanto, se a leitura for feita de maneira intensa, você consegue aprender o necessário para uma boa gestão das finanças pessoais. São conhecimentos simples e que, quando colocados em prática, são responsáveis por uma melhor qualidade de vida da pessoa e de sua família.

Gostou das dicas? Quer moldar seus hábitos para uma melhor organização financeira? Confira aqui!

 

Leia também